Configurando o Alluxio com GlusterFS

Slack Docker Pulls GitHub edit source

Este guia descreve como configurar o Alluxio com o GlusterFS como o sistema de armazenamento inferior.

Configuração Inicial

Primeiro, os binários do Alluxio devem estar na sua máquina. Você pode compilar o Alluxio ou baixar os binários localmente.

Depois, se você ainda não tiver efetuado, crie o arquivo de configuração a partir do modelo:

cp conf/alluxio-env.sh.template conf/alluxio-env.sh

Configurando o Alluxio

Assumindo que o GlusterFS está alocado nos nós do Alluxio, o volume do GlusterFS é montado em /alluxio_vol, a variável de ambiente precisa ser adicionada em conf/alluxio-env.sh:

alluxio.underfs.address=/mnt/gluster

Rodando o Alluxio Localmente com o GlusterFS

Depois que tudo estiver configurado, você pode iniciar o Alluxio localmente para ser se está tudo funcionando.

./bin/alluxio format
./bin/alluxio-start.sh local

Isto deve iniciar um Alluxio master e um Alluxio worker. Você pode ver a interface de usuário do master em http://localhost:19999.

Em seguida, você pode rodar um simples programa de teste:

./bin/alluxio runTests

Depois que obter sucesso neste teste, você pode acessar o seu volume GlusterFS para verificar se os
arquivos e diretórios criados pelo Alluxio existem. Para este teste, você deve ver arquivos nomeados como:

/mnt/gluster/default_tests_files/Basic_CACHE_THROUGH

Para parar o Alluxio, você pode executar:

./bin/alluxio-stop.sh local